Amizade colorida foi antes



Definitivamente: não transforme seu amigo legal em um namoro ou até mesmo num flerte. Não vai dar certo! Juro.

Primeiro você o conhece. Nem ele e nem você acham um e outro realmente interessantes para se ter um relacionamento, porque claro, se fosse o contrário, vocês não teriam sido amigos primeiro... Pois é!

Tornam-se amigos, começam a ter a mesma turma, frequentam os mesmos lugares: os barzinhos, as baladas, um jantarzinho para a galera na casa de algum solteiro. Enfim, se tornam íntimos.

De repente você e o seu amigo, além dos demais, começam a falar dos ex numa boa, sempre naquele tom de “eu era mais legal que ele”. E amigo acredita nessas coisas porque são totalmente parciais. Começam a falar sobre histórias que já viveram sobre o assunto de um jeito cômico. Ninguém coloca nome aos bois, mas em regra geral, os homens aumentam e ironizam, e as mulheres, diminuem e disfarçam. 

Agora pense: é mais do que normal que duas pessoas da mesma turma se sintam atraídas, já que estão sempre próximas e fazendo programas juntos. Têm histórias engraçadas, marcam de sair juntos, mas nem sempre voltam juntos. Têm total liberdade para ironizar aquela paquera que o outro arranjou, a menos que ele declare realmente estar apaixonado. Aí acontecem duas situações: ou abandona-se a turma ou a frequência nos encontros diminui consideravelmente.

Mas, quando tudo isso ou quase isso já aconteceu e vocês já apresentaram um para o outro o primo legal, a amiga bacana e vocês realmente beijaram essas pessoas. Quando a amizade parece estar sólida (e está), você de repente acorda no meio da noite assustada porque sonhava que beijava justamente o amigo legal da turma. E pior: você acordou assustada porque gostou. E aí, como num passe de mágica, você começa a perceber que o tal amigo legal parece também estar interessado. E num dia qualquer, depois daquele sábado de sempre, entre bebidas e conversas fiadas, você chega em casa novamente pela carona do seu amigo. Mas, quando vai dormir, vê uma mensagem no seu celular. E pasme: a mensagem é uma cantada do amigo. E agora?!

Por incrível que pareça nesse momento todas aquelas histórias que vocês contaram um para o outro não parecem ser engraçadas. Não! Tornam-se estranhas. Você ficaria com um sujeito assim? Eu sei. Você ficaria. Ele é legal, sempre tão gentil, engraçado e bonito! Sim, porque no começo não era, mas depois de conhecê-lo melhor, você percebeu tantas qualidades que ele parecia até ter se transformado em outra pessoa!

Mas, e aquele primo dele que você já beijou? E sua amiga, que ele beijou? É tanta gente envolvida que um simples ficar seria desastroso. Mas, como o desejo ainda não tinha passado, o melhor seria então evitá-lo até o assunto ser esquecido. Não responder a mensagem e pronto!

Todavia, entretanto... Outro dia, a mesma carona e dessa vez você se pegou beijando seu amigo legal. E foi bom! Muito bom!

Aceite meu conselho: é o fim! Você nunca mais vai achar engraçado quando ele contar uma história sobre beijos estranhos porque você vai achar que ele está falando de você. Você não vai conseguir fazer nenhuma piada quando pegar ele olhando o traseiro da loira naquela festa. Vai ficar com medo de sentar perto dele, porque lógico, você vai pensar que ele está pensando que você está apaixonada por ele. Não vai ligar para ele chamando para nenhuma festa porque outra vez você pensou que ele vai pensar que você está apaixonada por ele... Confuso? Ah sim! Será o fim da amizade linda de vocês. E mal você sabia que amizade colorida era antes quando vocês não se beijavam!

Imagem: Filme Amizade Colorida/Divulgação
Texto escrito em 2006.

3 Comentários
avatar

É, mas de repente esse amigo colorido pode mudar de patamar e se tornar um bom parceiro/namorado/marido. Os assuntos ficam mais sérios, as piadas mudam, os interesses mais comuns, enfim... Amadurecem.

Balas
avatar

Sim! Nenhuma história é igual a outra! ;)

Balas
avatar

Na grande maioria das vezes a amizade desanda mesmo!rsrs... já tive está experiência...triste, mas verdadeiro!haha

Balas

Gostou do texto? Deixe sua opinião: