A virada do ano e o desejo de renovação

Texto sobre virada do ano

Verdade seja dita, adoro final de ano! Esse frenesi maluco e uma sensação, meio boba, de esperança renovada, como se a mudança numérica alterasse de alguma forma – algo invisível – em nós!

Os  últimos dias do ano se assemelham a baús pesados carregados nas costas, como se soubéssemos que, na contagem regressiva, fosse possível nos livrarmos dele! E ao despontar o primeiro dia do ano novo sorrimos, nos abraçamos, choramos e rimos, infantilizados, dessa capacidade de sermos felizes agora e muito tristes depois... De no decorrer dos próximos dias, sentirmos muita raiva e muito amor, de não gostarmos e amarmos logo em seguida, de brigarmos e depois sentirmos saudade. De sermos, tal como a água, seres mutáveis.

A virada do ano representa a capacidade louca que temos de acreditar em qualquer ilusão necessária para sobreviver, confiantes que o próximo ano será melhor! Crendo, que aqueles que perdemos nos olham de algum lugar, que novos bens serão conquistados e o amor perdido será reencontrado.

Eu não duvido da capacidade da fé que nos empurra na direção do improvável, nos motiva e nos renova, seja no Natal, em um aniversário, na virada do ano, ou em qualquer outra data que escolhermos para acreditar que, magicamente, tudo pode mudar!
0 Comentários

Gostou do texto? Deixe sua opinião: