O chá de panela e a noiva bêbada

As mulheres quando vão se casar costumam fazer chá de panela. A festinha é exclusiva para o público feminino: normalmente amigas e algumas parentes menos caretas. Convidadas que além de levar pequenos presentes domésticos como escorredor de arroz e abridor de latas, vestem a futura esposa com um vestido de noiva bem antigo, cobrem seus olhos com uma venda e, caso ela não adivinhe o que há dentro do embrulho do presente, a obrigam a tomar todo tipo de bebida: de pinga a uísque. Essa mistura, diga-se de passagem, faz um estrago na noivinha durante e após o chá de panela.
Uma amiga de infância passou por isso dia desses! Infelizmente não pude estar presente para acompanhar tudo que se deu no tal chá. Sei que lá pelas tantas, quando ela já tinha errado quase todos os presentes, estava bêbada e rebocada de batom vermelho, usando um vestido mangas bufantes, modelo anos 80, uma mui amiga teve a ideia de levá-la para dar uma volta de carro na cidade.
A noiva embriagada circulou pela cidade numa pequena carreata e dizem, parou na praça da matriz, para junto com a pimpolhada, saltar no pula-pula. As más línguas também disseram que olhando para o pula-pula só se via um bolo branco subindo e descendo descontroladamente. O dono do brinquedo não gostando muito, alertou: 

_Senhorita, agora desça porque as crianças também querem pular!
Depois de tanto sobe-desce, colocou os pés em terra firme e sentiu todo o efeito do álcool e do brinquedo. Necessário foi, levá-la ao hospital.
Na porta do pronto-socorro , quando já descia do carro em péssimas condições, desequilibrou-se e meteu o rosto no asfalto. Por sorte, ou não, rasgou a boca por dentro e teve um calo na testa.
Quando ela ainda tentava erguer as mãozinhas do chão, ainda vestida de noiva, bêbada e chorosa, alguém chegava com uma cadeira de rodas.
Dizem que não se sabe se foi engraçado ou triste, vê-la hospital adentro na cadeira de rodas, vestida de noiva, repito: mangas bufantes, muito bêbada e lacrimosa.
Sei que tomou glicose na veia, acordou com o rosto marcado pelo tombo e que uma semana após, entrava na igreja: linda, feliz e sem marcas, onde o noivo muito satisfeito a esperava.
O casamento eu vi. E deu gosto!
Já o episódio do chá de panela, virou lenda...
1 Comentários
avatar

hahahah.... muito engracado!
Que prego que ela cortou hein?!
A uma semana do casamento...hahaha

Balas

Deixe seu comentário aqui:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...