E eles dançam

Dia desses fui a uma boate bacana em Belo Horizonte. Conhecida por tocar salsa, merengue, música árabe e indiana, ainda que num estilo mais dance, o espaço é um ótimo lugar para se perceber que muitos homens gostam e sabem dançar, ainda que amadores!
Ali bem do meu lado, havia um sujeito que lembrava o Nando Reis, e que passou a noite inteira num cantinho entre amigos. Vez ou outra quando eu dava minhas balançadas o via novamente, ali só no cantinho.
Lá pelas tantas quando o álcool já havia subido um bocado e o salto estava torturando meus dedinhos, sentei-me num dos sofás do ambiente e me dispus a simplesmente observar os tais dançarinos.
Qual foi minha surpresa, quando de repente, o Nando Reis cover saiu do seu ostracismo e desenrolou passos elaboradíssimos, que se não me engano, eram de música black.
O tipo ia e voltava em bailados de dar inveja! E eu ali como boa observadora, notei que em poucos minutos mais dois ou três rapazes se achegaram a ele e com menos maestria também o acompanharam.
Foi quando percebi que naquele ambiente, onde a porcentagem de homens estava maior, todos eles estavam dançando a beça, cada um no seu ajeito ou desajeito, acompanhados ou não, mas dançando!
Fiquei me perguntando quantos deles, na segunda-feira, arriscariam sóbrios, chegar em casa depois do trabalho, ligar um som e se arriscar numa dança. Poucos ou nenhum decerto!
Mas, é bom saber que homens dançam, muitas coisas mudam e o tempo passa... Basta dar uma paradinha e observar!
1 Comentários
avatar

Hei Cris, joia!?!?
Recomendo o quarteirão do soul na esquina de goitacazes com são paulo aos sábados das 17h. as 22h. os homens dançam há mais de 30 anos!!!
hehehehehehehehe
bjos.

Balas

Deixe seu comentário aqui:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...